Rota Esportiva

Título da Sul-Americana paga, indiretamente, mais que o do Brasileirão
Postado em: 26/10/2017 - 11:37 Atualizado em: 26/10/2017 - 11:45 Publicado por: Rota Esportiva
Além dos R$ 15,9 milhões pela taça, campeão terá bônus por Libertadores e mais três torneios, no total de R$ 24,9 milhões, contra R$ 23,8 milhões dados ao campeão brasileiro,

Premiação do campeão 2 (Foto: Reprodução SporTV)

Até pouco tempo atrás deixada de lado pelos clubes brasileiros, a Copa Sul-Americana, segunda maior competição do continente - perde para a Libertadores -, não representa apenas uma taça a mais na sala de troféus. Financeiramente, ser o campeão significa para o clube embolsar uma boa quantidade de milhões. Em matéria publicada nos jornais "O Globo" e "Extra" e comentada no "Redação SporTV" nesta quarta-feira, dia em que Fluminense e Flamengo farão o primeiro confronto pelas quartas de final, no Maracanã, dá para se ter a noção exata. O prêmio simples, de R$ 15,9 milhões, se aproxima bastante do que é dado ao campeão do Brasileirão, de R$ 18 milhões.

Mas não é só isso. Ganhar a Sul-Americana faz a equipe faturar, indiretamente, mais do que se levar a desejada taça do Brasileirão para casa. Além da premiação direta pelo título, a Copa Sul-Americana dá ao campeão bonificações para outras competições. E esses números superam no total os recebidos pelo campeão brasileiro, que só recebe, além dos R$ 18 milhões pelo título, R$ 5,8 milhões pela participação na Libertadores. O campeão da Sul-Americana não só ganha os R$ 15,9 milhões pela conquista como também a bonificação para a Libertadores e para outros torneios. Disputar a Recopa Sul-Americana garante mais R$ 1,1 milhão, a Copa Suruga, R$ 1,6 milhão, e a Supercopa Euroamericana, em partida contra o Manchester United, da Inglaterra, mais R$ 500 mil. No total, o campeão da Sul-Americana ganha R$ 24,9 milhões, e o campeão do Brasileirão, R$ 23,8 milhões.

Segundo a mesma reportagem, o prêmio direto da Sul-Amercana supera o do campeão da Copa do Brasil - o Cruzeiro, que conquistou o título na final contra o Flamengo, faturou R$ 11,7 milhões. Supera também, e muito, o lanterninha da lista, o Campeonato Carioca, que paga R$ 5, 4 milhões ao vencedor da competição.

Premiação da Sul-Americana chega perto da do Brasileiro, segundo jornais Extra e o Globo

- Imagina para o Fluminense, que vive uma situação financeira periclitante, poder ter essa receita à vista. Vale muito esta Sul-Americana - disse o jornalista André Rizek, apresentador do "Redação SporTV".

O comentarista Paulo Cesar Vasconcellos salientou que os milhões a mais interessam muito também ao Flamengo, apesar de estar melhor financeiramente.

- Para o próprio Flamengo, que tem uma vida financeira mais estável - não dá nem para comparar a vida financeira atual do Flamengo com a do Fluminense -, o dinheiro é sempre bem-vindo, além de significar título. Os clubes brasileiros estão começando a descobrir a importância de disputar bem competições do continente.

Fonte: sportv

Outras Fotos: